ANICT

Towards a sustainable research career with progression based on merit

Monthly Archives: August 2019

Programa eleitoral do BE propõe a implementação de um rácio mínimo de investigadores de quadro

Foi recentemente tornado público o programa eleitoral integral do BE. Em relação às suas propostas para políticas da ciência, destacam-se:

  • revogação do Estatuto de Bolseiro de Investigação Científica para todas as tarefas não formativas;
  • obrigatoriedade de contratação de investigadores ao abrigo do Estatuto da Carreira de Investigação Científica através de um rácio mínimo de pessoal na carreira para aceder a financiamento estatal e/ou comunitário;
  • aumento até 3% do PIB para financiamento da Ciência;
  • alteração do funcionamento da FCT e reforço dos seus recursos humanos.

O documento pode ser consultado na integra em https://programa2019.bloco.org/images/programa-sem-fotos.pdf

 

Programa eleitoral do PCP propõe mais estabilidade nos contratos de investigadores e o fim do estatuto do bolseiro

Foi recentemente tornado público o programa eleitoral do PCP. Em relação às suas propostas para políticas da ciência, destacam-se:

  • a integração nos quadros das instituições de todos os trabalhadores que suprem necessidades permanentes, mas mantêm vínculo laboral
    precário, ou simplesmente bolsa;
  • a duplicação do investimento nacional em Ciência;
  • o recrutamento e formação de 10 mil técnicos e auxiliares de apoio à investigação;
  • a reorganização da rede do sistema de Laboratórios do Estado;
  • a revogação do Estatuto do Bolseiro de Investigação.

O documento pode ser consultado na integra em https://www.cdu.pt/2019/pdf/programa_eleitoral_pcp.pdf.

Contratos de Investigador doutorado em projetos FCT 2017

Na sequência do questionário endereçado aos IR e co-IR de projetos FCT 2017, tornado público esta semana, a ANICT reuniu com a FCT, na semana passada, para discutir este assunto.

A FCT reconheceu as dificuldades descritas no relatório do questionário, e voltou a afirmar que é condição de elegibilidade do projeto a alocação de contrato(s) de trabalho para investigador(es) doutorados, equivalente a 27,5 ETI’s (30 meses de contrato), tal como já divulgado em Fevereiro deste ano.

Devido aos vários atrasos que os projetos têm vindo a sofrer, a FCT reconheceu também que será necessário, em muitos casos, proceder à prorrogação dos projetos, alertando que isso terá que ser analisado caso a caso e nunca poderá ultrapassar 1 ano de prorrogação. 

Read more of this post