ANICT

Towards a sustainable research career with progression based on merit

Actualização: questionário da análise económica do custo de passagem de bolsas e contratos disponível até ao final de Setembro

Aceitaria a passagem da sua bolsa a contrato, assumindo que nessa conversão o seu rendimento anual bruto não sofria mudanças e estando disposto a suportar os custos com a segurança social e IRS?” Esta foi a pergunta que a ANICT colocou aos investigadores nacionais no início deste mês.

Apresentando um análise económica referente a essa mudança , a ANICT lançou um questionário que inicialmente prevíamos ter disponível até ao dia 15 de Outubro de 2014. No entanto, devido a conflitos de agenda, a ANICT terá que encurtar esta consulta até ao dia 30 de Setembro de 2014. Convidamos todos os interessados a responder ao questionário e solicitamos ajuda na divulgação do mesmo.

(Para mais detalhes e para responder ao questionários, por favor leia a notícia anterior)

Advertisements

6 responses to “Actualização: questionário da análise económica do custo de passagem de bolsas e contratos disponível até ao final de Setembro

  1. Jorge Pereira September 15, 2014 at 11:50 am

    Sou bolseiro de investigação desde 2012 e em linhas gerais parece-me que a proposta em discussão até poderia ser bastante meritória, mas a meu ver surge no pior momento possível! Os cálculos apresentados fazem a conversão das bolsas dos 12 para os 14 meses de forma a incluir o subsídio de férias e Natal. Como todos sabemos, a tendência do Governo é exatamente acabar com estes dois meses extra (seja por cortes extraordinários, seja por aumento de impostos, etc), portanto neste momento a perspetiva de mudar para contratos de trabalho de 14 meses que certamente vão ser cortados a 12 é duplamente negativa. A somar a isto, a questão dos cortes para salários superiores a 1500€, iria afetar todos os bolseiros com alguma experiência pois certamente o salário de um pós-doc com mais de 3 anos de experiência seria superior a 1500€. E finalmente discute-se esta conversão sem se ter noção nenhuma ou compromisso sobre a atualização dos valores das bolsas que se mantém desde o século passado! Em suma, pensada neste momento, esta reforma serviria apenas para diminuir ainda mais o rendimento efetivo dos bolseiros de investigação pois não vislumbro como é que os bolseiros afetados não perderiam muito dinheiro todos os meses, sendo ainda “brindados” com mais impostos (o IRS) em meados do ano seguinte. Desta forma, o Governo pouparia a curto prazo mais alguns euros, mas certamente empurraria ainda mais gente de valor para fora do país. E neste caso estamos a falar concretamente de investigadores já com bastante experiência e que foram sujeitos a concursos de bolsas cada vez mais exigentes pois a taxa de aprovação em Portugal é extremamente baixa pelo que para alguém ter conseguido ser bolseiro de investigação até chegar ao Doutoramento e Pós-Doutoramento tem de realmente ter mérito. E se assim é, porque razão ficará em Portugal um bolseiro com mérito e sujeitar-se a mais este corte? Por causa do subsídio de desemprego?! Certamente que gente de valor na casa dos 30 anos vai é emigrar e o país vai ficar ainda mais pobre, dando de bandeja recursos valiosos para outros países poderem usufruir. E isto vai custar-nos muito caro pois iremos interromper abruptamente um percurso notável e nem daqui a dez anos voltaremos ao mesmo ponto que estávamos…Em minha opinião seria muito mais útil ao país discutirmos um rumo para a Ciência que se faz (ou se fazia) em Portugal, encontrar formas de financiamente sustentáveis e previsíveis no tempo, para que quem trabalha em Ciência soubesse com o que contar e não se sentisse cada vez mais motivado a emigrar…

    • nunocerca September 15, 2014 at 11:59 am

      Caro Jorge, o documento colocado à discussão pública não é uma proposta da ANICT. Pretende, exclusivamente, apontar os custos económicos de uma conversão de bolsa a contrato. O objectivo é averiguar qual a opinião do bolseiro: se prefere uma bolsa, ou se considera um contrato mais justo, mesmo assumindo que terá que pagar impostos. Como está patente do documento, a ANICT acredita que a única razão que impede esta justa reinvidicação é puramente económica. Por outro lado, a ANICT defende um ajuste desses valores e irá, após termino desta consulta, lançar a discussão sobre a reforma da carreira de investigação onde serão discutida os valores salariais ajustados à realidade de 2014.

      • Jorge Pereira September 15, 2014 at 12:13 pm

        Caro Nuno, compreendo que seja apenas uma consulta, mas insisto no mesmo ponto: fazer a consulta no momento que atravessamos vai necessariamente produzir resultados distorcidos pela ditadura da austeridade a que estamos sujeitos.E temo que o resultado obtido possa ser usado politicamente de forma inconsequente.
        Por força da integração europeia, vai ser inevitável migrarmos para uma situação de substituição progressiva das bolsas mais avançadas (BPDs, por exemplo) por contratos de trabalho, mas isso não pode ser discutido na emergência atual em que se cortam dinheiros públicos de forma cega. Para mim esta consulta teria feito todo o sentido há anos atrás. Penso que neste momento vai ser contraproducente. Para bem da nossa Ciência, espero estar enganado.

        • nunocerca September 15, 2014 at 12:26 pm

          Caro Jorge, esta consulta foi lançada agora porque é agora que se está a preparar a alteração da carreira de investigação. Pretendemos alterar o estatuto de todos os bolseiros não estudantes para trabalhadores científicos. Como tal, situação económica do país à parte, o momento é mesmo este.

  2. Jorge Pereira September 15, 2014 at 3:20 pm

    Pois, mas não percebo como se pode fazer uma consulta válida sobre este assunto neste momento, deixando a situação económica de parte…Porque é que esta alteração tem de ser feita agora quando não há condições para tal? É o Governo que a quer impôr agora para poupar mais uns euros? É que precisamos de mais investimento em Ciência, não cortes e custa-me embarcar neste desnorte…Mas enfim, somo livres de espressar o nosso entendimento e porventura eu até poderei estar errado na forma de ver este assunto. Até me provarem o contrário…

    • nunocerca September 15, 2014 at 3:29 pm

      Caro Jorge, esteja atento ao nosso site que brevemente iremos divulgar as sessões de discussão e esclarecimento que iremos fazer pelo país, para discutir a proposta concreta que a ANICT pretende fazer.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: