ANICT

Towards a sustainable research career with progression based on merit

FCT lança novo concurso de projectos com várias alterações estruturais

Consulta pública PERIN 2021-2027

O Ministério para a Ciência, Tecnologia e Ensino Superior colocou em consulta pública o documento “Estratégia de promoção da participação nacional nos programas de financiamento da União Europeia 2021-2027
Investigação & Inovação, Erasmus, Espaço e Digital” até ao final deste ano. O documento e o formulário de participação encontram-se disponíveis aqui:

Opinião: Lucky Luke, o cientista mais rápido do faroeste

Opinião: para a Ciência, apenas o melhor

ANICT apresenta propostas ao MCTES para melhorar concursos de projetos

Após a divulgação dos resultados do último concurso de financiamento para projetos de investigação em todas as áreas científicas, promovidos pela FCT, a ANICT promoveu um levantamento do número de projetos de elevado mérito (avaliação internacional com os quatro critérios iguais ao último projeto financiado), que não foram financiados baseados exclusivamente no 5º critério de desempate (hora de submissão do projeto). Até ao momento, foi possível analisar 25 dos 32 painéis de avaliação, verificando-se que na maioria dos painéis foram excluídos projetos desta forma, existindo casos extremos onde foram excluídos 7 projetos, tal como descrito neste documento.

Com base nestes resultados, a ANICT enviou um ofício ao MCTES e à FCT, apontando as fragilidades do último concurso e sugerindo algumas melhorias para as próximas chamadas. Foram apresentados 4 pontos chave:
(i) Desempates de projetos têm que ser baseados no mérito do projeto;
(ii) Taxas de aprovação tão reduzidas levam a um enorme desperdício de recursos financeiros;
(iii) A comunicação dos resultados dos projetos tem que ser totalmente transparente;
(iv) É importante repensar a forma de se gerir os projetos nacionais.

O levantamento de informação continuará ativo até ao dia 25 de novembro, após o qual toda a informação será também enviada para a Assembleia da República. A lista de painéis em falta encontra-se disponível aqui.

Levantamento do número de projectos excluídos para financiamento exclusivamente baseado no 5º critério de desempate (hora de submissão do projeto)

A muito reduzida taxa de sucesso (5,3%) dos projetos elegíveis ao concurso de 2020 da FCT, recentemente divulgados, trouxe à luz da ribalta algumas fragilidades neste concurso. Embora todos reconheçamos que os critérios de desempate definidos pela FCT são claros e transparentes, a direção da ANICT considera que a utilização do 5º critério de desempate (hora da lacragem), que não tem qualquer validade científica, estaria pensada apenas para casos muito excepcionais onde pudesse haver dois projetos com exactamente a mesma avaliação quantitativa dos 4 critérios de avaliação.

No entanto, a ANICT teve conhecimento que, em vários painéis de avaliação, existiram múltiplos projetos excluídos para financiamento com base neste critério. Assim, o que se esperava ser uma excepcionalidade, de rara ocasionalidade, neste concurso originou múltiplos projetos a serem excluídos.

Como apenas os candidatos em cada painél têm acesso à ordenação e classificação dos projetos, a ANICT convida toda a comunidade a partilhá-la no seguinte documento on-line, aberto a todos:

https://docs.google.com/spreadsheets/d/1KaGXnpdcnDqxhYuUuJOKHdsTDt4cP7ATlHOe5NFUviI/edit?usp=sharing

Adicionalmente, agradecemos o envio da ata do respectivo painel para o email da direção da ANICT (direcao.anict@gmail.com), que nos permitirá fazer uma análise mais cuidada dos resultados em cada área científica.

O objetivo da ANICT com este levantamento é (i) determinar a dimensão deste problema para depois (ii) propor alterações ao processo de avaliação, de forma a melhorar os futuros concursos e evitar repetição de situações como as descritas.

Opinião: Há um orçamento paralelo na ciência e nós exigimos transparência!

Opinião: O curioso caso das taxas de sucesso da FCT